Pastor que fez poste Homofóbico contra Paulo Gustavo Será investigado por crime de Homofobia

Disponivel no Spotify e Itunes

Ativistas do Grupo Gay de Alagoas (GGAL), do Grupo Gay de Maceió (GGM) e da Aliança Nacional LGBTI+ foram recebidos/as em audiência na manhã da terça-feira (20/04) pelo Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público de Alagoas, Dr. Márcio Roberto Tenório de Albuquerque, para tratar do pedido feito por ofício pela Aliança para averiguação e possível tomada de providências em relação ao caso do Pastor José Olímpio, da Assembleia de Deus em Alagoas. A seguinte postagem foi atribuída ao Pastor no tocante ao estado de saúde do ator Paulo Gustavo, que está internado há mais de 30 dias por complicações da Covid-19: “Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”

Segundo postagem do Ministério Público de Alagoas no Instagram em relação ao caso, a instituição instaurou a notícia de fato nº MP01.2021.00001344-0 para apurar crime de racismo e também requisitou instauração de inquérito à Delegacia-Geral da Polícia Civil para investigar o fato. Na reunião, o Procurador-Geral afirmou “O MP é a casa de todos e não permitirá intolerância de gênero.”

O delegado também, requisitou a instauração de inquérito à Delegacia-Geral da Polícia Civil para investigar o fato.

Para relembrar o Fato na semana passada o líder religioso fez uma publicação no seu perfil do Instagram desejando a morte do ator e humorista Paulo Gustavo, que está internado há mais de um mês, em estado grave, no leito de UTI, no Rio de Janeiro, tentando vencer a luta contra a Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *